15/09/2021

DEMOCRACIA DE MALANDROS.

DEMOCRACIA DE MALANDROS. Como fugir dessa armadilha??? - Professor, o que é mais importante, o povo ou a constituição? - Ora, o povo! A constituição é apenas a materialização da sua vontade. - E quem escreve a constituição? - Os representantes do povo. - E quem cuida da constituição? - A mais alta corte do Judiciário. - E o povo pode mudar a constituição? - Só por meio dos seus representantes. - E se esses representantes não quiserem mudar? - Aí não pode mudar. - A mais alta corte pode mudar a constituição? - Não, só podem cumprir a constituição. - E cumprem? - Não. - E o que fazer? - Bem, aí os representantes podem tirar os ministros da mais alta corte dos seus cargos. - E tiram? - Também não. - Mas o que fazer já que os representantes não tiram? - Aí você tira os representantes nas eleições. - Todos os representantes podem ser tirados? - Na verdade não. Pois dos 513 congressistas apenas 27 chegaram lá pelo voto. - Como assim? - Por causa das leis eleitorais como coligação partidária, proporcionalidade, etc. - E quem fez essas leis? - Eles mesmos, para não dependerem das eleições. - E por que não querem depender das eleições? - Porque são quase todos bandidos e ninguém votaria neles. - E como fazem para entrar? - Pagam para alguém famoso concorrer. Esse famoso consegue muitos votos e eles são automaticamente puxados e "eleitos" de mentirinha. - Mas aí eles não irão trabalhar pelo país, apenas para eles mesmos. - Essa é a ideia. - E quem determina os seus salários? - Eles mesmos. - Quem determina seus aumentos de salários? - Também eles. - Sério? O que mais eles determinam, quais outras vantagens têm? - Ah, bilhões do fundo eleitoral, bilhões do TSE, bilhões em verbas de gabinete, emendas parlamentares, comissões, benefícios, venda de tempo de propaganda a outros partidos, lobby, propinas, desvios, porcentagens em contratos bilionários, casas, carros, luxos, bebidas, médicos, dentistas, massagistas, etc. - Bem, já que não posso tirá-los, posso ao menos reclamar na mais alta corte do Judiciário? - Pode, mas não adianta. Porque além de não fazerem as leis, essa corte vive num luxo ainda maior que o dos falsos representantes. E esta corte precisa deles para garantir seus luxos, todos os seus infinitos privilégios e altos salários. Em troca a corte protege estes falsos representantes jamais julgando seus inúmeros crimes. Além disso, estes ministros são sabatinados e aprovados por estes representantes corruptos que por sua vez só aprovam ministros igualmente corruptos que aceitem "trocar favores". - E o executivo pode tirar estes representantes? - Não. Mas o executivo pode ser tirado por eles. - E o executivo pode tirar esses ministros da alta corte? - Também não, mas pode ser incriminado por eles. - Bem, se os representantes do povo não representam o povo, a mais alta corte é sua cúmplice e o executivo pode se tornar refém de ambos, podendo até mesmo nem conseguir governar, o que dá para fazer? - Nada. Não há o que fazer. - Como assim, deve existir algo que possa ser feito! - Não. É só se conformar, obedecer às leis, dar 6 meses do que você ganha para pagar todo o luxo desses vagabundos e ficar quieto. - Ficar quieto? - Sim, para não ser preso. - Mas isso não é justo! Toda a população sofre horrores há décadas porque foi completamente escravizada por milhões desses bandidos que vivem no luxo, trabalham muito pouco e pretendem ser eternamente sustentados pelo sangue e suor da população! - É exatamente isso. Você pegou a ideia. E não há nada que se possa fazer. - E a única opção seria o que, o comunismo? - Vejo que você ainda não entendeu direito. Isso é o comunismo. A única diferença é que em países pequenos e com poucas riquezas naturais toda a população se torna rapidamente miserável. Mas como o Brasil é um dos países mais ricos do mundo nas mais diversas formas de recursos naturais as pessoas acreditam que não somos um país comunista. Mas somos. - E aqueles que se dizem comunistas, são o que? - Alguns são meros fantoches estúpidos e inconscientes, outros são cúmplices corruptos dos parasitas. - Mmmm! - A ideia era dar a impressão para a população que eram dois grupos, para fingir uma disputa, entende? - Claro. - Um grupo fingia ser de direita e o outro de esquerda. Mas na verdade ambos eram ladrões e cúmplices na implantação do comunismo no país. É a velha concepção de que o poder é como um violino.. - Violino? - Sim, segura com a esquerda e toca com a direita. - Ahh! Igual à nossa mídia! Os patrões sempre "de direita", mas sempre contratando apenas jornalistas "de esquerda". - Exatamente! - Meu Deus, mas que inferno! É um verdadeiro pesadelo viver num país assim. Tem certeza de que não existe nenhuma outra saída?! EXISTE, MAS VOCÊ APOIARIA? Maurício Erthal

03/09/2021

VERMELHO, a suástica petista.

vermelho, a suástica petista. O legado que Bolsonaro vai deixar aos brasileiros em 2026 só será comparado com o legado de Winston Churchill na Inglaterra pós guerra. Bolsonaro, numa luta de David contra Golias, conseguiu retirar a pauta Brasil das mãos sujas dos petistas em apenas três anos. Hoje as ruas, praças, Rios, Avenidas pertencem a ele, que às emolduram com as cores da bandeira do Brasil e acolhe todos nós despertados por um clamor patriótico nunca visto na América Latina. Ao lado do Bolsonaro estão os bons, patriotas de moral elevada que desejam um país mais honesto. Do outro lado, escondidos nos guetos das periferias abandonadas por políticas passadas e nos gabinetes ilustrados da corrupção, uma classe de desonestos políticos, uns jornalistas corruptos, âncoras de telejornais que vendem suas almas até para o diabo e ministros do judiciário que tentam intimidar uma população que não aguenta mais ser subordinado por estes títeres de republiqueta que acostumados com mordomias e dinheiro fácil se sujeitam hoje brigar para libertar traficantes e ladrões. Bolsonaro nos devolveu o orgulho de sermos brasileiros e nos mostrou que somos fortes o suficiente para mudar inclusive todos os ministros do Supremo Tribunal Federal através de exercermos pressão no Senado Federal para aplicar um decreto legislativo ou mesmo pela instituição do Impeachment. No dia da Independência, 7 de Setembro, faremos eles ouvirem nossos brados retumbantes na planície do planalto Central. De todos os recônditos deste país nos reuniremos em cada Avenida de uma cidade desembahando nosso orgulho de voltar a ser brasileiro verde e amarelo, azul e branco. O vermelho ficará como a suástica envergonhada dos alemães e os corruptos, através dos seus vidros fôsco dos gabinetes olharão embevecidos para esta massa patriótica causando neles arrepios. Alberto Ribeiro.