25/09/2021

BOLSONARO X CHURCHILL.

BOLSONARO X CHURCHILL. Ao fazer comparação do presidente Bolsonaro com Churchill vejo comentários sarcásticos sem nenhum conhecimento histórico e fora do contexto ou mesmo da vida política do 1º ministro britânico, Winston churchill. Você não pode julgar uma liderança fora de um contexto, é o caso do presidente Bolsonaro e foi também do primeiro ministro britânico. Primeiro eu disserto resumindo sobre o Churchill. Vamos lá: Como membro do parlamento e ex militar Churchill sempre escrevia e discursava sobre a guerra na Índia, de uma guerra para proteger o Reino Unido de inimigos da coroa. Foi na época e durante boa parte da década de 30 motivo de chacota por prever sempre guerras, conflitos que viriam atingir a Inglaterra. Ficou durante este tempo conhecido jocosamente como comandante de exército de soldadinhos de chumbo. Em 1936 em diante começou alertando o parlamento do perigo nazista que se avizinhava bem próximo e em 1940 quando assume o cargo de 1º ministro e lidera a guerra contra Hitler falou ao povo inglês o seu mais contundente discurso que ficou conhecido com a famosa frase; “PROMETO AO POVO INGLÊS SANGUE, SUOR E LÁGRIMAS ATÉ A VITÓRIA FINAL.” Quando em cada discurso dele aos britânicos dizia que a vitória final estava no dia seguinte os cidadãos não acreditavam, mas continuavam resistindo os ataques nazistas sem levar muito a sério o 1º ministro. Só foi reconhecido como herói em 1945 após a derrota dos alemães, mas mesmo assim perdeu a eleição ao cargo para o partido trabalhista liderado por Clement Attlee, mas não perdeu seu principal título de herói da pátria e da guerra. É neste contexto que Jair Messias Bolsonaro como deputado na década de 90 também como Churchill, vinha dias após dias alertando o parlamento brasileiro sobre o perigo comunista e a corrupção desenfreada que assolava o Brasil. Só em 2018 com o povo brasileiro cansado de uma política corrupta e alinhamento com ditadores ditos de esquerda, enxergaram o real perigo imediato e elegeram como presidente da República Jair Messias Bolsonaro para enfrentar esta esquerda corrupta que tomava o país para uma casta de políticos que já detinha o poder em todas as suas esferas governamentais. Tanto o inglês Churchill como o brasileiro Bolsonaro são conservadores nos costumes, com origem militar e de uma coragem e determinação digna de um líder. Única diferença entre os dois líderes é que o inglês só foi reconhecido herói depois da guerra vitoriosa mesmo assim perdendo uma eleição após a vitória. Por quê? Os ingleses cansados da guerra queriam uma conciliação no pós guerra, enquanto Churchill continuou alertando o perigo aos ingleses do alinhamento russo ao comunismo e a soberania na Europa com o término da 2ª guerra, daí a vitória do partido trabalhista do Clement Attlee ao Conservadorismo do Winston Churchill. Aqui, Bolsonaro, embora lute dentro do mesmo contexto do inglês, a guerra continua com o líder conservador já sendo uma liderança reconhecidamente um herói. Vemos uma diferença muito grande entre as duas nações. Na Inglaterra seus cidadãos ficaram unidos contra um inimigo comum, No Brasil, estamos vendo duas classes distintas se digladiando numa luta por poder. De um lado os cidadãos honestos ao lado do Presidente herói, do outro lado, um bando de corruptos e marginais da política e do judiciário querendo o país de volta ao lado de um ladrão condenado e solto por esta casta de malandros. Por isso volto a dizer que liderança tem tudo haver com o contexto. Fora do nosso contexto atual, seria aceitável um outro tipo de liderança, mas atualmente seria impossível aceitar qualquer outro tipo que não tenha o perfil e o caráter do herói JAIR MESSIAS BOLSONARO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário