15/09/2021

DEMOCRACIA DE MALANDROS.

DEMOCRACIA DE MALANDROS. Como fugir dessa armadilha??? - Professor, o que é mais importante, o povo ou a constituição? - Ora, o povo! A constituição é apenas a materialização da sua vontade. - E quem escreve a constituição? - Os representantes do povo. - E quem cuida da constituição? - A mais alta corte do Judiciário. - E o povo pode mudar a constituição? - Só por meio dos seus representantes. - E se esses representantes não quiserem mudar? - Aí não pode mudar. - A mais alta corte pode mudar a constituição? - Não, só podem cumprir a constituição. - E cumprem? - Não. - E o que fazer? - Bem, aí os representantes podem tirar os ministros da mais alta corte dos seus cargos. - E tiram? - Também não. - Mas o que fazer já que os representantes não tiram? - Aí você tira os representantes nas eleições. - Todos os representantes podem ser tirados? - Na verdade não. Pois dos 513 congressistas apenas 27 chegaram lá pelo voto. - Como assim? - Por causa das leis eleitorais como coligação partidária, proporcionalidade, etc. - E quem fez essas leis? - Eles mesmos, para não dependerem das eleições. - E por que não querem depender das eleições? - Porque são quase todos bandidos e ninguém votaria neles. - E como fazem para entrar? - Pagam para alguém famoso concorrer. Esse famoso consegue muitos votos e eles são automaticamente puxados e "eleitos" de mentirinha. - Mas aí eles não irão trabalhar pelo país, apenas para eles mesmos. - Essa é a ideia. - E quem determina os seus salários? - Eles mesmos. - Quem determina seus aumentos de salários? - Também eles. - Sério? O que mais eles determinam, quais outras vantagens têm? - Ah, bilhões do fundo eleitoral, bilhões do TSE, bilhões em verbas de gabinete, emendas parlamentares, comissões, benefícios, venda de tempo de propaganda a outros partidos, lobby, propinas, desvios, porcentagens em contratos bilionários, casas, carros, luxos, bebidas, médicos, dentistas, massagistas, etc. - Bem, já que não posso tirá-los, posso ao menos reclamar na mais alta corte do Judiciário? - Pode, mas não adianta. Porque além de não fazerem as leis, essa corte vive num luxo ainda maior que o dos falsos representantes. E esta corte precisa deles para garantir seus luxos, todos os seus infinitos privilégios e altos salários. Em troca a corte protege estes falsos representantes jamais julgando seus inúmeros crimes. Além disso, estes ministros são sabatinados e aprovados por estes representantes corruptos que por sua vez só aprovam ministros igualmente corruptos que aceitem "trocar favores". - E o executivo pode tirar estes representantes? - Não. Mas o executivo pode ser tirado por eles. - E o executivo pode tirar esses ministros da alta corte? - Também não, mas pode ser incriminado por eles. - Bem, se os representantes do povo não representam o povo, a mais alta corte é sua cúmplice e o executivo pode se tornar refém de ambos, podendo até mesmo nem conseguir governar, o que dá para fazer? - Nada. Não há o que fazer. - Como assim, deve existir algo que possa ser feito! - Não. É só se conformar, obedecer às leis, dar 6 meses do que você ganha para pagar todo o luxo desses vagabundos e ficar quieto. - Ficar quieto? - Sim, para não ser preso. - Mas isso não é justo! Toda a população sofre horrores há décadas porque foi completamente escravizada por milhões desses bandidos que vivem no luxo, trabalham muito pouco e pretendem ser eternamente sustentados pelo sangue e suor da população! - É exatamente isso. Você pegou a ideia. E não há nada que se possa fazer. - E a única opção seria o que, o comunismo? - Vejo que você ainda não entendeu direito. Isso é o comunismo. A única diferença é que em países pequenos e com poucas riquezas naturais toda a população se torna rapidamente miserável. Mas como o Brasil é um dos países mais ricos do mundo nas mais diversas formas de recursos naturais as pessoas acreditam que não somos um país comunista. Mas somos. - E aqueles que se dizem comunistas, são o que? - Alguns são meros fantoches estúpidos e inconscientes, outros são cúmplices corruptos dos parasitas. - Mmmm! - A ideia era dar a impressão para a população que eram dois grupos, para fingir uma disputa, entende? - Claro. - Um grupo fingia ser de direita e o outro de esquerda. Mas na verdade ambos eram ladrões e cúmplices na implantação do comunismo no país. É a velha concepção de que o poder é como um violino.. - Violino? - Sim, segura com a esquerda e toca com a direita. - Ahh! Igual à nossa mídia! Os patrões sempre "de direita", mas sempre contratando apenas jornalistas "de esquerda". - Exatamente! - Meu Deus, mas que inferno! É um verdadeiro pesadelo viver num país assim. Tem certeza de que não existe nenhuma outra saída?! EXISTE, MAS VOCÊ APOIARIA? Maurício Erthal

03/09/2021

VERMELHO, a suástica petista.

vermelho, a suástica petista. O legado que Bolsonaro vai deixar aos brasileiros em 2026 só será comparado com o legado de Winston Churchill na Inglaterra pós guerra. Bolsonaro, numa luta de David contra Golias, conseguiu retirar a pauta Brasil das mãos sujas dos petistas em apenas três anos. Hoje as ruas, praças, Rios, Avenidas pertencem a ele, que às emolduram com as cores da bandeira do Brasil e acolhe todos nós despertados por um clamor patriótico nunca visto na América Latina. Ao lado do Bolsonaro estão os bons, patriotas de moral elevada que desejam um país mais honesto. Do outro lado, escondidos nos guetos das periferias abandonadas por políticas passadas e nos gabinetes ilustrados da corrupção, uma classe de desonestos políticos, uns jornalistas corruptos, âncoras de telejornais que vendem suas almas até para o diabo e ministros do judiciário que tentam intimidar uma população que não aguenta mais ser subordinado por estes títeres de republiqueta que acostumados com mordomias e dinheiro fácil se sujeitam hoje brigar para libertar traficantes e ladrões. Bolsonaro nos devolveu o orgulho de sermos brasileiros e nos mostrou que somos fortes o suficiente para mudar inclusive todos os ministros do Supremo Tribunal Federal através de exercermos pressão no Senado Federal para aplicar um decreto legislativo ou mesmo pela instituição do Impeachment. No dia da Independência, 7 de Setembro, faremos eles ouvirem nossos brados retumbantes na planície do planalto Central. De todos os recônditos deste país nos reuniremos em cada Avenida de uma cidade desembahando nosso orgulho de voltar a ser brasileiro verde e amarelo, azul e branco. O vermelho ficará como a suástica envergonhada dos alemães e os corruptos, através dos seus vidros fôsco dos gabinetes olharão embevecidos para esta massa patriótica causando neles arrepios. Alberto Ribeiro.

22/07/2021

A ESTRATÉGIA DO CAOS.

A ESTRATÉGIA DO CAOS. Após a vitória acachapante de Bolsonaro (pairam dúvidas se em 1º ou 2º turno) em 2018 e sua posse em 2019 que a oposição atordoada tenta de todas as formas desconstruir sua imagem e quem sabe, tirá-lo da presidência. Como, até o presente momento faltando quase 15 meses para as próximas eleições de 2022, esta oposição mesmo com todos os recursos implantados em governos anteriores nos poderes através de nomeações prá lá de suspeitas, ainda não conseguiram traçar um plano que de fato seja viável eleitoralmente. Os ataques sistêmicos de uma imprensa cooptada com recursos públicos no passado recente só fizeram desgastar a imagem desta imprensa perante seus espectadores que entenderam de fato carecer de verdade tudo aquilo publicado ou que ainda publicam nas mídias audiovisuais. Sem resultado prático, cobraram de artistas os recursos a eles repassados por governos anteriores como política de apoio à cultura sem se importarem com a baixa qualidade das produções como forma de justificar os repasses. Também, como na imprensa, não colheram resultados. Deixando de lado a imprensa cumprir seu papel de desconstrução do presidente e os artistas em sua maioria sem verbas públicas perdendo também o apoio financeiro e a estabilidade dos seus empregos numa imprensa descapitalizada e lutando para sobreviver numa pandemia causada pela peste chinesa, silenciaram um pouco seus infrutíferos ataques com frases de efeito tipo; ÉLE NÃO!” “GENOCIDA!” restaram aos oposicionistas de plantão do Congresso que de fato são os verdadeiros inimigos de um governo que surge honesto neste mar de lama que eles sempre se chafurdaram, buscarem novas formas de ataque ao presidente. Esquematizaram os ataques desde os primeiros dias de eleito o novo presidente democraticamente eleito por 56.000.000 de eleitores em pilares que até agora não se sustentam, mas que podem trazer resultados desgastantes visando às próximas eleições de 2022: 1-Imprensa; 2-Artistas; 3- Parte do Congresso; 4-Judiciário. Caindo os dois primeiros pilares, restou a parte podre do Congresso e o Judiciário na sua instância superior serem provocado por inúmeros pedidos de impeachment do presidente. Criaram uma CPI DA MENTIRA com o apoio deslavado de um ministrozinho que forçou (ou não) o Senado a abrir uma comissão de inquérito com um único objetivo de desgastar a imagem de um presidente honesto E se possível levar ao plenário do Congresso um pedido de impeachment baseado em narrativas falsas. Não temos mais uma corte suprema, mas sim um colegiado de advogados sustentados com dinheiro público que nem pagam aluguéis de seus confortáveis gabinetes lotados de assessores há lhes servirem. O STF sempre foi uma corte que até certa forma respeitava a constituição Federal em suas decisões, mas não é mais o que acontece em momento de desespero político no afã de retornarem com suas mordomias e corrupções que sempre os beneficiavam. Começaram com movimentos de judicialização ao mesmo tempo em que buscavam nomes viáveis a concorrer com o atual presidente em 2022. Numa atitude trôpega o ex-presidente FHC que parece já dá sinais de senilidade apresentou o nome de um comunicador de TV – Luciano Huck como possível nome forte a fazer contra ponto ao atual. Este mesmo, sentindo ser o bôbo da corte e tratado como idiota, recuou do convite. Resolveram então provocar um jovem (ou uma jovem, sei lá!) que está governador nos pampas gaúchos se mostrar ao eleitorado brasileiro como possível candidato (ou candidata) em 2022 a presidência. Causando com sua aparente visibilidade ao país certa manifestação de repúdio machista do gaúcho de raiz que ainda resiste dividir seu chimarrão e o pala com uma figura que se diz sem sexo definido. Ao que tudo indica, os brasileiros como um todo seguirão a orientação dos pampas e da revolta dos gaúchos em tê-lo apoiado em 2018 para governador. Ainda em observação. Outros candidatos são insistentemente testados na opinião pública como possíveis concorrentes para 2022 ao presidente atual. João Agripino de São Paulo, cuja biografia dispensa comentários, o arrogante mentiroso do Ceará que nasceu em Pindamonhagaba/SP que sempre sonha ser presidente, O ex-juiz cujo país é grande devedor da sua biografia e como magistrado nos livrou de uma quadrilha de proporções inigualáveis dentro do Estado. Outros surgirão tempos difíceis teremos até 2022. Numa atitude desesperada os ministros do STF resolve mostrar aos brasileiros o porquê foram indicados aos cargos de ministros, sem o mínimo de pudor expõem suas verdadeiras faces. Em decisões colegiadas e monocráticas resolvem retirar da cadeia um cadáver político corrupto e anular decisões anteriores argumentando de forma chula a inconstitucionalidade das decisões anteriores por não respeitar o fórum no qual os crimes foram cometidos. Desmoralizou todos os seus colegas cujos saber jurídicos supera e muito destes ministrozinhos do STF. De posse da sua liberdade, este criminoso solto se torna presidenciável a concorrer em 2022 o cargo de presidente da República, é o que até agora se deixa claro a verdadeira intenção do atual STF. A marginalidade na sua totalidade não está nas favelas, mas nos mais altos escalões da vida pública do governo. Eles lutarão com todas as armas, inclusive militando em favor para não auditar o voto impresso o que dariam a eles o direito de, ao que parece mudar o resultado de uma eleição livre. Cabe a nós brasileiros como cidadãos ir contra este sistema corrupto que tenta de todas as formas anular o nosso direito de exercer democraticamente o direito ao voto, claro, transparente e auditável. ALBERTO RIBEIRO FILHO. ELEITOR.

13/06/2021

Os oposicionistas idiotas.

ESTA OPOSIÇÃO BURRA QUE DESTESTA O BRASIL MAS O ROUBA SISTEMÁTICAMENTE NÃO ENXERGA O ÓBVIO. O AMOR A PÁTRIA. Fica difícil acreditar que exista uma oposição hoje ao presidente Bolsonaro numa possível disputa eleitoral. Quando você olha para estes oposicionistas, enxerga um bando de desclassificados lutando por um lugar ao Sol numa disputa eleitoral impossível de vencer. É uma luta de David contra Golias. Desde 2018 que eles se degladiam tentando destruir a imagem de um homem que até agora venceu uma facada criminosa, uma acusação da morte de uma lésbica, das queimadas da Amazônia, do petróleo derramado no Mar, do imbecil do Rodrigo Maia e Alcolumbre nas presidências de ambas casas do Congresso, de um ministro da saúde que matou pessoas para atingir seus nefastos e mesquinhos objetivos políticos (Mandeta), de um ministro da justiça mal orientado por sua mulher que presenciou uma das imagens mais horrendas de traição, só comparado a Judas na Santa Ceia, de uma imprensa mentirosa que posta fake news diariamente nos seus telejornais, de um STF composto de membros cujos currículos faz inveja a uma organização criminosa, de juízes defamando seus próprios colegas com discursos de forte viés ideólogicos, de uma CPI composta por bandidos protegidos pela nossa autrora Suprema Corte Federal cujas sentenças nada mais é que um referendo a criminalização. Mas mesmo com todo este aparato de oposição ao Brasil e ao próprio presidente ele sobrevive crescendo a cada dia no coração e nas mentes brasileiras. O homem é um monstro em resistência. Segue em sua caminhada sem baixar a cabeça aos adversários que o perseguem sem trégua. A população reconhece nele o símbolo da honestidade que todos buscam nos homens públicos. Podemos discordar das falas mas nunca do exemplo deixado nestes difíceis dois anos e meio. O mal do Brasil atual está na justiça corrupta com forte viés ideólogico para justificar suas intervenções em outros poderes com claro objetivo de colocar no comando do país outra vez um ladrão desqualificado que lhes dê de novo os privilégios perdidos neste governo direcionado e determinado ao povo, pelo povo. Uma multidão de esclarecidos ordeiramente vestidos de verde e amarelo se manifestam nas ruas dando apôio a este presidente JAIR MESSIAS BOLSONARO.