14/11/2014

NEM ESQUERDA MARXISTA, NEM DIREITA VOLVER.

NEM ESQUERDA MARXISTA, NEM DIREITA VOLVER Os mesmos atores que de forma injusta sofreram os horrores do Doi Code, são os mesmos que hoje querem fazer novo levante no Brasil. Não aprenderam, não evoluíram, ficaram presos como passarinhos nas teias de aranhas. Sofreram horrores o que significa um regime totalitário de hegemonia. Tiveram um sonho - mesmo que errado - mas era um sonho, acordaram sabendo que na realidade o sonho era pesadelo. Tempos passaram, e não é que estes mesmos jovens que hoje são sessentões querem voltar a ter pesadelos? Ou melhor; querem imputar à outros o que eles viveram. Não existe ideologia marxista agora neste novo sonho, embora ainda de forma retrógrada os use como massa de manobra para convencer esta nova juventude cada vez mais interessada nas benesses do capitalismo moderno que de Ifone na mão, não os ouve. O que eles querem? A quem convencer? Descobriram uma janela nas falhas do capitalismo democrático e enxergaram uma classe formada de excluídos ou descamisados prontos para atender seus chamados desde que lhes paguem e prometam o Céu e a Terra num futuro onde os ricos (sic...) Terão que dividir seu patrimônio com eles. Mas que também no presente lhes abasteçam com os insumos básicos. Estes retrógrados querem o poder de qualquer forma, mesmo que para isso tenha que roubar, matar, mentir e criar um regime de excessão como acontece na Venezuela, Cuba, Coréia do Norte e outros países. Os idealizadores macabros deste novo pesadelo desejam mesmo é ser ditadores com uma nova velha roupagem nos moldes cubanos. Mesmo que para isso acontecer, leve o país ao caos econômico. Os idiotas de hoje sao os mesmos inocentes do passado. Só que agora eles estão no poder - com mandato - e querem a todo custo mudar a constituição para encurtar seu sonho antes que se torne como no passado, um pesadelo, novamente. Os catequizados de hoje não ler a cartilha de Mao Zedong (tsé tung) "marcha da fome" e nem "O capital" de Marks e Engels. Eles querem serem pagos em cash. É um exército de homens e mulheres sem educação formal, sem amor ao solo pátrio, sem sequer prever o futuro que estão traçando ao escolher o caminho do embate. Como em Cuba, Venezuela e Coréia do Norte, os que desistirem serão taxados de "inimigos do regime" e o que lhes esperam não são campos verdes cobertos de grãos, mas sim as masmorra de um regime absolutista. Este sonho ou pesadelo, começou novamente a 12 anos atrás quando, usando o caminho democrático elegemos um idiota, alcóolista, mentiroso, promíscuo como presidente pelo sufrágio das urnas. Se a oposição congressista fosse imbuída de patriotismo e boas intenções com o povo, teria enfrentado o governo na época e aberto um impeachment. Mas não, fez uso da máxima socialista francesa: "Antes um idiota no comando, teremos aumento nos vales". Tempos difíceis se avizinham, o Brasil deixou de ser um país de futuro para um país do futuro. Se tudo ser certo, e os retrógrados ocuparem novamente os porões, teremos paz no campo, nossas empresas não serão saqueadas, nossa constituição cambaleante não será vilipendiada por um STF que deixou de ser o guardião da Lei. Nossas esperanças estão num congresso de pouca representatividade. A maioria dos parlamentares tido e processados como ladrões e outros os serão processados. Resta uma minoria a qual nos apoiamos e esperamos que eles convençam os outros do que é bom para o Brasil e para o povo. Alberto _______________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário