02/07/2013

Nossas escolhas.

Nossas escolhas. Você escolhe candidatos para deputado, federal e estadual. Vota neles porque acreditou no discurso de campanha e conhece razoavelmente às suas vidas pregessa. Da mesma forma para Senador. Depois de eleitos com o seu voto, fazem Tudo diferente do que prometeu cumprir caso fossem eleitos. Muitos penetram fundo no mundo das propinas, outros, simplesmente legislam contra os interesses da nação e do bem estar dos seus eleitores. Muitos se deviam até dos seus distritos que os elegeram, criam, compram, aproximam-se com falsas promessas de outros eleitores. Tornam-se verdadeiros inimigos do cidadão, acham-se poderosos, menosprezam qualquer cobrança de suas atitudes nada democrática. Na tentativa de elegerem legisladores, o eleitor acaba criando no seio do congresso um marginal, um pária e, para tirá-lo da casa do povo Torna-se uma missão quase impossível. Pois os mesmos, de posse de recursos abundantes locupletados da máquina pública e das extorsões em empresas privadas transformam-se em imbativeis candidatos em sucessivas eleições. Criam fundações com real propósito de enxiqueirar eleitores nos extratos mais carentes da nossa tão sofrida sociedade. A fome, a necessidade deixam estes novos eleitores dependentes das migalhas distribuídas matematicamente por estas instituições. Pedir a estes legisladores que façam uma constituinte, proponham um referendum, uma proposta de emenda constitucional (PEC), é o mesmo que colocar José Genuíno, José Dirceu, João Paulo Cunha, Jáder Barbalho, Renan Calheiros etc...etc...etc... Como carcereiro do presídio Heleno Fragoso. Ou mesmo criar ovelhas e pedir a uma matilha que às olhem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário