07/03/2018

DESENVOLTURA DO DELITO.

A DESENVOLTURA DO DELITO

josémariaLealpaes


Do frango ao presidente, no Brasil de Brasília quem não é suspeito, investigado ou condenado, contaminado está. Quebrem-se todos os sigilos, qual nova patifaria criminosa nos surpreenderá? Verticalizado, o crime corrompe a base da pirâmide. Não haverá exército suficiente para a varredura saneadora: a miséria moral é o próprio poder; a miséria material esmaga 13 milhões de desempregados potencializada com 13 milhões de analfabetos. Desgraçadamente para a consciência social e para a História, a República dos párias da Pátria confronta a dos filhos da Pátria dos supersalários, dos auxílios-moradia e quejandos. Armas e tiros não curam sociopatias. Porto paulista, mala paulistana, cofos baianos com 51 milhões de reais, cargueiro alemão com 5 milhões de dólares são pedras do xadrez onde rei e peão se nivelam na desenvoltura do delito. A malha de becos e lages da Rocinha de algum modo reproduz o labirinto e o luxo de gabinetes da Praça dos Três Poderes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário