31/12/2017

2017.

2017.

Que ano difícil para o Brasil! Conseguimos tirar uma doida disléxia da presidência, desmascarar e condenar um ex presidente ladrão e mentiroso, prender vários parlamentares, empresários, funcionários públicos, falsos executivos de estatais, governadores presos ou indiciados, doleiros, ministros etc... Mas a rede de corrupção tão bem plantada não nos deu a oportunidade de termos ainda um presidente da República honesto. O que era vice assumiu e fazia parte do esquema. Não restou prá ele outra coisa senão cunhar a frase do ano: "TEM QUE MANTER ISSO VIU?". 

2018 que se avizinha nos mostra como devemos fazer para compor as casas legislativas, os governos de Estados e a presidência da República. Temos uma "Suprema" Corte comprometida em salvar das penas impostas, os condenados. Um presidente liliputiano procurando no indulto um salvaguarda aos seus pares.

 Dois imundos na presidência das duas casas do Congresso dificultando as tarefas árduas de uma justiça que surge numa parte do judiciário. 
Partidos que mais parecem facções criminosas agindo às claras de um STE presidido por um eloquente bravateiro que usa sua caneta para assinar HC em favor dos que lhe prestam favores.

Entraremos 2018 com um país destroçado economicamente e moralmente sem valores que possamos transmitir aos nossos filhos o que na realidade desejávamos. Erramos em eleições anteriores e com certeza quase absoluta vamos também errar em 2018 porque no arfã da busca por homens prôbos não encontraremos, devido as ações destes delinquentes nas presidências dos partidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário